terça-feira, 24 de janeiro de 2017

O Fixo Neto Caraúbas arrecadou mais de 4 toneladas de alimentos em jogos pelo nordeste.

Projeto "Jogo Solidário








 Nasceu a 2 anos  essa idéia do fixo Neto Caraúbas em fazer algo pelo próximo quando de férias na sua terrinha Caraúbas.
Reunindo seus amigos de infância e colegas profissionais da região, Neto realizou mais de 10 jogos beneficentes pelo nordeste. As cidades de Antônio Martins-RN, Jucurutu-RN, Caraúbas-RN, Distrito de São Geraldo-RN, Messias Targino-RN, Rodolfo Fernandes-RN, Apodi-RN, Upanema-RN, São Bento-PB, Brejo Do Cruz-PB, São Mamede-PB, Potiretama-CE, foram contempladas e várias famílias foram abençoadas com os alimentos arrecadados.
"Muito gratificante poder contribuir na vida de alguém de forma positiva. O esporte tem essa importância sendo usado da forma correta. Agradeço a todos os municípios que aceitaram a idéia., Finalizou o craque Neto Caraúbas". #AjudarAoPróximoSempre #ApontaPraFÉeRema #RapaduraÉdoceMasNãoÉmole

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Boa Noite choveu 20mm na tarde de Hoje em Antº Martins

A pesar da chuva passar um pouco rápida, mais veio com força acompanhada de fortes trovões onde muitos saíram para aproveitar o momento e tomar o famoso banho de bica

Graças a Deus estávamos precisando que venha mais conforme a vontade do senhor


A Adutora em Antonio Martins não reflete o que foi anúciado e o povo cobra uma solução é resposta

A poucos dias foi inaugurado a tal sonhada Adutora como promessa de uma  solução para falta Dágua para  população de Antônio Martins e outros lugares vizinhos não sei como está os outros lugares  mais aqui em nossa cidade compramos água todo os Dias diferente do que foi anúciado a população  com a passagem do Governador pela cidade de  Antônio Martins RN e uma grande caravana .


Imagens de Agora 

Mais a  imagem deste jovem nesta manhã com um galão na mão e um carro que vende água parado do lado  reflete a realidade de nossa cidade sobre a falta Dágua permanente e que já dura anos , onde comprarmos água todo santo dia .

Ainda bem que temos a  Tecnologia e a informação das redes sociais que nos favorece o que  diz a grande realidade da vida

Que Deus mande a Adutora do céu nossa grande esperança


Irmão Zizi

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

FAB localiza gravador de voz em avião que caiu com Teori e mais quatro



Do UOL, em São Paulo
20/01/2017 - 15h01 > Atualizada 20/01/2017 - 15h51

 Ouvir

 

0:00

Divulgação/Christopher Rose/Textron Aviation



Avião King Air C90GTx, modelo igual ao que levava o ministro do STF Teori Zavascki

O avião que caiu nessa quinta-feira (19) no litoral do Rio de Janeiro com o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Teori Zavascki e outras quatro pessoas, sem sobreviventes, possuía um equipamento que funcionava como gravador de voz. A informação foi confirmada na tarde desta sexta-feira (20) pela FAB (Força Aérea Brasileira). Segundo a instituição, o equipamento foi retirado dos destroços da aeronave, na água, hoje no início da tarde.

De acordo com o Cecomsaer (Centro de Comunicação Social da Aeronáutica), em Brasília, militares da FAB fazem uma primeira etapa de investigações, hoje, no local do acidente, a fim de coletar dados que ajudem a identificar as causas da queda da aeronave.

Depois da localização, o gravador de voz passará por uma perícia quer responderá se estava ligado durante o voo, bem como quais conversas foram armazenadas.

O caso também é investigado pelo MPF (Ministério Público Federal) e pela PF (Polícia Federal). O chefe da Delegacia de Polícia Federal de Angra dos Reis, Adriano Soares, abriu inquérito para investigar as circunstâncias do acidente aéreo. Uma equipe de Brasília formada por um delegado, peritos e papiloscopistas atuarão em conjunto em Paraty.



A aeronave decolou do Campo de Marte, aeroporto localizado na capital paulista, às 13h01, e caiu por volta das 13h45, segundo a Marinha. De acordo com informações disponíveis no site da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o Beechcraft C90GT tem capacidade para sete passageiros, além do piloto. É um avião bimotor turboélice fabricado pela Hawker Beechcraft. A aeronave PR-SOM está registrada em nome da Emiliano Empreendimentos e Participações Hoteleiras Limitada.

Aeronave estava regular, segundo Anac

Ontem, a Anac informou que o avião apresentava certificados de inspeção em dia. Segundo a Anac, não havia nenhuma pendência em relação à aeronave.

A Marinha, por meio do Comando do 1º Distrito Naval, informou que tomou conhecimento por volta das 13h45 da queda da aeronave. Imediatamente, a Agência da Capitania dos Portos em Paraty enviou ao local do acidente uma equipe, a fim de prestar apoio na busca aos tripulantes da aeronave.


quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

As coisas já não estão boas veja só a imagem do RN no mundo

Com massacre em presídio, RN tem fim de semana mais violento da história

Carlos Madeiro
Colaboração para o UOL, em Natal 
 Ouvir
 
0:00
  • Andressa Anholete/AFP Photo
    No RN, foram 43 mortes no fim de semana: 26 dentro do presídio, 17 fora dele
    No RN, foram 43 mortes no fim de semana: 26 dentro do presídio, 17 fora dele
As 26 mortes no massacre dentro da penitenciária de Alcaçuz, no sábado (14), levaram o Rio de Grande do Norte a ter o fim de semana mais violento de sua história. Os dados são do Observatório de Violência Letal Intencional, ligado à Universidade Federal Rural do Semi-Árido.
Entre sexta-feira (13) e domingo (15), foram 43 mortes violentas registradas no Estado. Dessas, 26 no presídio e 17 fora dele.
"Mesmo tirando as mortes do presídio, o número ainda é bem alto, visto que tivemos, em 2016, uma média de quatro mortes por dia. E neste fim de semana, a média ficou em mais de cinco", afirma o pesquisador e coordenador do Observatório, Ivenio Hermes.
Segundo o pesquisador, o observatório possui tabulados dados de homicídios desde 2003. Mesmo assim, para ele, o número de mortes é o maior da história para um fim de semana. "Até 2006, não passávamos de 400 crimes por ano, não havia chance em ter um número de homicídios desses. Essa média mais baixa seguiu até 2011, quando foi aumentando", conta.
O Observatório faz um levantamento de mortes detalhado, com nomes e dados das vítimas. Também são informados detalhes do crime.

Média já iguala o mês

Em 2017, o Estado registrou 97 mortes violentas até o último domingo. Comparado aos primeiros 15 dias do ano passado, houve uma alta de 50% no total de crimes.
Segundo os dados do Itep (Instituto Técnico-Científico de Polícia), 11 mortes com característica de homicídio ocorreram entre essa segunda (16) e terça-feira (17) --sendo uma outra chacina registrada em uma casa no município de Ceará Mirim, na Grande Natal, que resultou em quatro mortes.
Com as 108 mortes contabilizadas, o Estado já iguala, em apenas 18 dias de 2017, a média de homicídios do mês de janeiro inteiro do ano passado. 
O ano de 2016 foi o de maior número de 

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

O Deputado Souza Neto compartilhou Hoje em sua página de Perfil sua vizita a Antônio Martins na Festa da Vereadora Lila Lemos e encontro com demais lideranças e Amigos do município.

Deputado Souza prestigia festa da vitória da vereadora Lila Lemos do PHS

O deputado estadual Manoel Cunha Neto, o “Souza”, esteve na última sexta-feira (13), no município de Antônio Martins prestigiando a festa da vitória da vereadora Lila Lemos (PHS).

Além do deputado Souza foram convidados para o evento o ex-prefeito Zé Júlio Fernandes, o atual prefeito Jorge Fernandes, o vice-prefeito Edmilson de Veni, vereadores eleitos, suplentes, lideranças e a população do município.

A festa que ocorreu na Praça Publica da cidade teve como grande atração à banda Forrozão do Briola.

Com o slogan “A Voz da Mulher”, a vereadora Lila Lemos foi a quarta mais votada nas últimas eleições em Antônio Martins, sendo eleita pelo Partido Humanista da Solidariedade (PHS) com 451 votos.







Esse Rapaz está sumido é de Frutuoso Gomes segundo informações, algum Paradeiro entre em contato com Telefone Abaixo


Acidente fatal tira a vida do amigo Herculano


herculano
ALEXANDRIA/RN – Acidente automobilístico, próximo ao sítio pulgas, tira a vida do jovem alexandriense Herculano Filho. Lamentável!!! Alexandria perplexa com mais essa vida abreviada.
A todos os familiares nosso profundo pesar pelo trágico acontecimento. Deus console vossos corações

Dr.janio Barriguda News

domingo, 15 de janeiro de 2017

Polícia Mortes em Alcaçuz podem superar a quantidade presos assassinados em 2016



POR

REDAÇÃO

  JANEIRO 15, 2017  0

Compartilhe esse conteúdo

 

 

Informações preliminares sobre a rebelião ocorrida no Presídio Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, que foi deflagrada durante o sábado, dia 14, dão conta que 30 presos morreram no conflito. O Governo do Estado ainda não confirmou o total de mortos, pois ainda não realizou a contagem de apenados nos cinco pavilhões da unidade.

Até o presente momento, a soma próvisória dá conta de 10 detentos mortos. Caso o massacre ultrapasse o total de 30 pessoas assassinadas, já se pode afirmar que a quantidade de mortos superou o total casos registrados em todo o ano de 2016 nas 32 unidade prisionais do Rio Grande do Norte.

Em 2016, o número de presos assassinados nas unidades prisionais potiguares chegou a 31 casos. Em todo o Brasil, o número de mortes violentas nos presídios chegou a 392.


Rebelião acaba após mais de 14 horas no RN; há ao menos 10 mortos


G1

RIO GRANDE DO NORTE

G1 RN

Tropa de Choque entrou em Alcaçuz e detentos se renderam. Secretaria de Segurança diz que não houve troca de tiros.

15/01/2017 08h25 - Atualizado em 15/01/2017 09h08

Por Anderson Barbosa e Fred Carvalho

Do G1 RN

Tropa de Choque da PM do Rio Grande do Norte entra na penitenciária estadual de Alcaçuz, na Grande Natal (Foto: Fred Carvalho/G1)

A rebelião na Penitenciária Estadual de Alcaçuz, do Rio Grande do Norte, acabou após 14h20. Os detentos, que se rebelaram às 17h deste sábado (14) (horário local, 18h em Brasília), se renderam às 7h20 deste domingo (15) após a Tropa de Choque da Polícia Militar entrar nos pavilhões. Segundo a Secretaria de Segurança, não houve troca de tiros. Há ao menos dez mortes confirmadas durante a rebelião, informou o governo estadual do Rio Grande do Norte.

A rebelião começou com uma briga entre presos dos pavilhões 4 e 5. Segundo o governo, a briga estava restrita aos dois pavilhões. O pavilhão 5 é o presídio Rogério Coutinho Madruga, que fica anexo a Alcaçuz. Há separação entre presos de facções criminosas entre os dois presídios.

Um helicóptero da PM auxiliou na operação, que envolve Choque, Bope e GOE (Grupo de Operações Especiais). Às 6h20, era possível ver fumaça negra nos pavilhões e ouvir bombas de efeito moral do lado de fora da penitenciária.

Alcaçuz fica em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal, e é o maior presídio do estado. A penitenciária possui capacidade para 620 detentos, mas abriga cerca de 1.150 presos, segundo a Sejuc, órgão responsável pelo sistema prisional do RN.

Enquanto os veículos entravam no complexo penitenciário, pessoas que estavam na porta aplaudiam e vaiavam os policiais. Há familiares de detentos, que ontem à noite tentaram furar o bloqueio policial, sem sucesso. Eles dizem que presos que não estão envolvidos na rixa entre as facções estão pedindo socorro. Com panos brancos, eles acenaram e pediram paz.

 

Durante a madrugada, o tenente-coronel Marcos Vinícius, que comanda o Bope, disse ao G1, por volta das 2h, que não houve negociação entre PM e presos. A madrugada foi tranquila, sem tiros nem tumultos aparentes. O complexo ficou sem energia elétrica desde a noite de ontem. Muitos tiros foram ouvidos e era possível ver muita fumaça do lado de fora do presídio ontem.

Ontem à noite, o secretário estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc), Wallber Virgolino, afirmou que a determinação era retomar o controle do presídio. "A ordem já foi dada: retomar o controle de Alcaçuz e evitar rebeliões em outras unidades", afirmou Virgolino, que diz ter chamado todos os agentes penitenciários que estavam de folga. O estado possui cerca de 800 agentes penitenciários.

Blindado da Tropa de Choque da PM do Rio Grande do Norte entra na penitenciária estadual de Alcaçuz, na Grande Natal (Foto: Fred Carvalho/G1)

Presos amanhecem no telhado da penitenciária, de Alcaçuz, a maior do Rio Grande do Norte, em rebelião. Quando a Tropa de Choque entrou no presídio, eles já estavam fora dos telhados (Foto: Fred Carvalho/G1)

Familiares de detentos aguardam em frente à penitenciária de Alcaçuz (Foto: Anderson Barbosa/G1)

O motim
A rebelião começou por volta das 17h de sábado (horário local, 18h em Brasília. Segundo a presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Vilma Batista, homens em um carro se aproximaram do presídio antes da rebelião e jogaram armas por sobre o muro.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) diz em nota que as mortes são "resultado de uma briga entre facções rivais". Já o governo do estado afirma que "'estão sendo levantadas informações acerca do envolvimento de facções criminosas".

Auxílio
Em entrevista ao Jornal Nacional, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, disse que o combate ao crime organizado dentro dos presídios será intensificado. Sobre a rebelião, o ministro afirma estar "aguardando, eventualmente, o pedido de algum auxílio". "Obviamente, em havendo esse pedido, o auxílio será imediato”, afirmou Moraes.

"O sistema está superlotado há muito tempo. Eu costumo repetir que não há passo de mágica pra solucionar um problema crônico no Brasil. É um problema que, governo após governo, vem se ampliando", afirmou. "Nós temos aproximadamente, hoje, 650 mil presos. Com um deficit de quase 300 mil vagas. Obviamente, isso acaba tornando o sistema um barril de pólvora".

O governador do Estado, Robinson Faria, afimou ter entrado em contato com o ministro, para que o governo federal acompanhe a situação do Estado.

Presos se abrigam nos telhados da penitenciária de Alcaçuz (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) emitiu nota afirmando ter montado um Gabinete de Gestão Integrada (GGI) para executar as ações a serem empregadas na rebelião do presídio de Alcaçuz.

"Já estão no local o Batalhão de Operações Especiais (Bope), o Batalhão de Choque e a Força Nacional para evitar mais confrontos e controlar a situação. Há registro de mortes resultado de uma briga entre facções rivais", afirmou a secretaria.

Rebeliões e fugas
A última rebelião em Alcaçuz foi registrada em novembro de 2015. Houve quebra-quebra após a descoberta de um túnel escavado a partir do pavilhão 2. “Assim que acabou a visita social, por volta das 15h, os presos se amotinaram”, disse o secretário de Justiça da época, Cristiano Feitosa.

Mais de 100 presos conseguiram escapar do presídio no ano passado, em 14 fugas. A maioria deixou o presídio por meio de túneis escavados a partir dos pavilhões ou por buracos abertos no pé do muro, sempre sob uma guarita desativada ou sem vigilância.

Força Nacional
Na segunda-feira (9), o Ministério da Justiça prorrogou por mais 60 dias a presença da Força Nacional de Segurança no Rio Grande do Norte. Os policiais enviados pelo governo federal estão atuando no patrulhamento das ruas e podem atuar na segurança do perímetro externo das unidades prisionais localizadas na Grande Natal.

A Força Nacional chegou ao estado em março de 2015, durante a série de motins no sistema prisional do estado, e o prazo de apoio poderá ser novamente prorrogado, caso haja necessidade.


Presos se rebelaram na tarde deste sábado (14), em Alcaçuz (Foto: Divulgação/PM)

Calamidade pública
O sistema penitenciário potiguar entrou em calamidade pública no mesmo mês, em março de 2015. Na ocasião, foram gastos mais de R$ 7 milhões para recuperar 14 presídios depredados durante motins, mas as melhorias foram novamente destruídas. Atualmente, em várias unidades as celas não possuem grades e os presos circulam livremente dentro dos pavilhões.

Segundo a Secretaria de Justiça e da Cidadania (Sejuc), órgão responsável pelo sistema prisional do estado, o Rio Grande do Norte possui 33 unidades prisionais, que oferecem 3,5 mil vagas, mas a população carcerária é de 8 mil presos - ou seja, o déficit é de 4,5 mil vagas.

Acre e Amazonas
Na quinta-feira (12), presos apontados pelos setores de inteligência do Acre e do Amazonas como líderes de facções criminosas chegaram à penitenciária federal de Mossoró, na região oeste doRio Grande do Norte. Ao todo, foram 19 detentos que foram trazidos em uma operação especial para o presídio potiguar - 14 do Acre e 5 do Amazonas.


sábado, 14 de janeiro de 2017

Deputado Sousa Neto e Demais lideranças locais e de outras cidades estiveram presente ontem a Noite a convite da vereadora do PHS Lila Lemos para sua festa da vitória




Estive ontem  à Noite na casa da minha amiga Vereadora Lila lemos e Micherles promoções  a quem agradeço pelo convite de poder rever  meus Amigos e conterrâneos de Areia Branca , Principalmente,  o Deputado Souza Neto uma das principais Liderança política do RN,  como sempre seu jeito simples e tranquilo  , tambem seu irmão Toninho candidato nas últimas eleições Agora  ao lado do meu amigo Sandro Goys  que já conheço a muito anos  se tornando um dmirador de seu trabalho como Vereador ali onde tenho também minhas origens e inúmeros Amigos,  A final  foram 20 anos que ali morei  sendo  uma Terra linda que aprendi a Amar E que sempre estou por la onde tenho parentes e muitos amigos como estes ,  Citei algun  mais eram inúmeros que  Ali estavam presentes  Amigo Paulo cersa Garçom,  também os de  nossa cidade , O Prefeito meu amigo Jorge Fernandes , seu tio o médico José Júlio ,  meu  Amigo mitrione da loja , Vanderlei , Danilo da Serrinha , algunhas lideranças de  de frutuoso  Gomes , Upanema e outras cidades .

A Principal vizita do  Deputado Souza e Demais lideranças,   foi para  prestigiar a festa da vitória da Vereadora do PHS eleita Lila lemos.

Aguarde mais matérias sobre a visita do Deputado e do que Aconteceu ontem à noite ...